miércoles, 28 de julio de 2010

Mães de Acari: coragem, amor e luto que o tempo não apaga


Chacina de Acari prescreve sem a identificação dos culpados  
20 anos após sumiço de 11 pessoas no Rio, ninguém foi punido

A luta contra a impunidade liderada pelas chamadas Mães de Acari acabou ontem, sem prisões. Há 20 anos, 11 pessoas desapareceram no crime que ficou conhecido como a chacina de Acari. Apesar do empenho do grupo, ninguém foi punido e o crime prescreveu ontem. Nessas duas décadas o grupo teve uma de suas integrantes assassinada, também sem que o algoz fosse identificado...

                              Elas nunca vão poder enterrar seus filhos

Quando li a notícia na Folha de S. Paulo de ontem (27/07), pensei na luta das Madres de Plaza de Mayo, na bravura de Zuzu Angel... Inevitavelmente, me veio esta canção:

"Quem é essa mulher
Que canta sempre esse lamento?
Só queria lembrar o tormento
Que fez o meu filho suspirar

Quem é essa mulher
Que canta como dobra um sino?
Queria cantar por meu menino
Que ele já não pode mais cantar"

Angélica, de Chico Buarque

5 comentarios:

João Cleido Júnior. dijo...

Folha de São Paulo! Maldita integrante do PIG!

Tudo que está escrito e publicado neste jornal é deveras cinza, tendencioso e duvidoso...

Não é mesmo?

;-)

Bruno Mateus dijo...

Bem, quando se trata de política, sim. Há que se ter os olhos bem abertos. Sempre leio a Folha entre comentários com minha mãe. Para criticar e atacar o "inimigo" é preciso conhecê-lo, não é mesmo?

Gosto muito da Ilustrada, do caderno de Esportes, e há alguns colunistas de que gosto. A coluna do Rubem Alves de ontem está excelente, por sinal.

abraços,

João Cleido Júnior. dijo...

Então, você há de convir, que devemos moderar nos comentários, quiçá, ponderá-los quando temos posições muito agressivas, como vossa senhoria tem sobre, imprensa, E.U.A., mídia, dentre outros.
:D

Maíra Vasconcelos dijo...

È excelente saber ler, ver e ouvir os meios de comunicacao.

Abracos.

Maíra Vasconcelos dijo...
Este comentario ha sido eliminado por el autor.